Segunda-feira, 19 de Setembro de 2011

MADRUGADA

 

Pelas traseiras, entra-se na madrugada

que consome a conta gotas

migalhas de memórias

anavalham

vagabundam vultos

omitem a dor do oco no estômago

há conversas diluídas num cais de amizade

nas brumas da ilusão

o corpo conta as gotas do tempo do destino

tenta-se engomar os sonhos

recito uma lágrima de um poema

as lágrimas são estreladas

desfoca-se o olhar

mantém-se o buraco cingindo a solidão dos dias

 

Edite Gil

(Registado no I.G.A.C.)

publicado por Edite Gil às 14:33
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27

31


.posts recentes

. FIRMEZA

. ABONADO COLORIDO

. NOITE INVEJOSA

. AVESTRUZ

. SABOR DA LUZ

. ...

. MAR DISTRAÍDO

. ABANDONAI A NOITE

. SOLIDÃO

. ALTAS HORAS

. TROVADOR

. ERRANTE

. NADAR BEM !...

. VERSOS COM METÁFORAS

. A ALMA HABITUA-SE

. ORLAR DE CINTURA

. DÚVIDAS

. CAFÉ E WHISKY

. SOCALCOS DA ALMA

. TERNURA FEROZ

. SUSPIRO

. DELÍRIOS

. SILÊNCIO SILENCIOSO

. RELENTO

. CIRCUNSPECTO OU IMPRUDENT...

. MADRUGADA

. PALAVRAS DE VIDRO

. POEMAS DE PLÁSTICO, SEM C...

. FLORES NOVAS

. GOTAS

. MAR ALMIRANTE

. MUTILAR DO SONHO

. BRAÇOS DORIDOS

. PALAVRAS MUDAS

. CHAVE DICOTÓMICA

. AVIVAR O VENTO

. CONFESSO

. VETUSTA PÁGINA

. IGNOMÍNIOS VERBOS

. Lançamento do meu livro O...

. FADIGA

. SÓ NO DICIONÁRIO O SUCESS...

. REVOLTA

. TRIUNFO DA IRRACIONALIDAD...

. DEMANDA

. ENCRIPTADA

. AFIVELAR

. ESPERTINA

. POEMA VAZIO

. UMA ÁRVORE DE NATAL

.arquivos

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds